Oftalmologia

Saiba com quem contar:

M_Mirabile - Dra. Marindia Graciolli (sq

Dra. Marindia Graciolli

CRM 38.533

Oftalmologista - RQE 31.229

A visão é a capacidade que temos, por meio do olho, de perceber o universo que nos cerca. Segundo o Ministério da Saúde, 80% da relação do ser humano com o mundo se dá através do mesmo sentido. É tarefa do oftalmologista, portanto, oferecer acompanhamento, detectar problemas e diagnosticar soluções para que possamos aproveitar de maneira plena toda a capacidade dessa via.

 
Teste oftalmológico na infância

Seu filho pode consultar com um oftalmologista a partir do primeiro dia de vida, quando algumas alterações oculares se tornam detectáveis e é possível receitar tratamentos precocemente. Ao longo da vida, sintomas como dor de cabeça sem causa pré-existente, ardência nos olhos e vermelhidão – ou mesmo a dificuldade para enxergar – podem ser tratados no consultório oftalmológico.

Teste do olhinho

Estrabismo

Canal lacrimal

 
Plástica ocular

Quem disse que os olhos não precisam de plástica? Para corrigir imperfeições de naturezas distintas, opte pela plástica ocular –  responsável pela reparação do olho e de suas estruturas externas (pálpebras, cílios e supercílios).

Blefaroplastia

Entrópio

Ectrópio

Canal lacrimal

Ptose palpebral

 
Adaptação de lentes de contato

Nem todo mundo se adapta ao uso diário dos óculos de grau. Nesse caso, os diferentes tipos de lentes de contato são uma excelente alternativa. Em média, o tempo de adaptação às lentes pode ser chegar a dez dias. O processo deve ser acompanhado de perto por um oftalmologista.

Ceratocone

Lentes coloridas

Lentes descartáveis

 
Exame de refração

Além de estabelecer o grau dos óculos, o teste de visão pode identificar distúrbios de refração como miopia, hipermetropia, presbiopia e astigmatismo. Recomenda-se que o exame seja realizado uma vez ao ano. Agende sua consulta e evite complicações.

 
Fundo de olho

Entre as partes principais do olho estão a retina e a mácula. Parece inusitado, mas a avaliação de artérias, veias e nervos dos olhos permite o diagnóstico de uma série de doenças, incluindo, desde o glaucoma ou a degeneração da retina, até a leucemia ou a hipertensão.

 
Investigação de glaucoma

O glaucoma é a principal causa de cegueira irreversível do mundo, mas pode ser controlado quando diagnosticado com antecedência. Lembre-se: pessoas com mais de 40 anos têm maior risco de desenvolver o problema. No entanto, um exame de rotina é capaz de detectar a doença e evitar possíveis danos progressivos na visão.

 
Cirurgia refrativa

A cirurgia de correção de grau é recomendada para pacientes com miopia, hipermetropia ou astigmatismo. A cirurgia refrativa é um procedimento relativamente rápido e sem necessidade de internação. Previamente à cirurgia, é realizada uma análise de várias alterações dos olhos para decidir qual a melhor técnica.

 
Cirurgia de catarata e pterígio

Embora apresentem sintomas diferentes, há quem confunda as duas doenças. Vale lembrar: enquanto a catarata é a opacidade do cristalino (lente dentro do olho), que gera uma visão turva, o pterígio deixa o olho vermelho e irritado, além de conferir prurido (coceira) e sensação de areia aos olhos. Para ambos os casos, existem procedimentos cirúrgicos que solucionam o problema.

  • Favicon-01
  • Prancheta_1_cópia_2x
  • Prancheta 1_2x
  • whats-02
  • Grey Instagram Ícone
  • Grey Facebook Ícone